A metatarsalgia é uma patologia muito frequente e muitas vezes não diagnosticada. Esta pode ser estática, propulsiva ou mista e deve-se a diversos factores, como por exemplo, cavismo do pé, encurtamento do tendão de Aquiles, alteração da fórmula ou alinhamento metatarsiano, insuficiência do 1º raio, hallux valgus, entre outras.
A sua abordagem inicial é normalmente realizada através de plantares adaptados com correções específicas, devendo-se manter vigilância para impedir a progressão para a rotura da placa plantar, originando posteriormente uma deformidade do dedo em garra (esq.).
Nos pés diabéticos deve manter-se vigilância apertada da integridade cutânea, porque a alteração sensitiva que apresentam e muitas vezes deformidades complexas associadas ao pé de Charcot, originam facilmente úlceras perfurantes que podem infectar, levando a situações de difícil resolução. Aqui ilustra-se o tratamento de um mal perfurante plantar com tratamento através de um gesso de contacto total.
error: Content is protected !!